FANZINE BARATA




O fanzine B@r@t@ foi requisitado pela Biblioteca do Congresso dos USA, Dieta Japonesa, Biblioteca Nacional (RJ), Fanzinoteca de Poitiers e Angoulème (França), Bedeteca de Lisboa, etc... Representa o Brasil há vinte anos em Mostras , Feiras e Festivais Internacionais de Zines e Arte Postal, sendo considerado por críticos europeus como o fanzine ''CULT'' da HQ do Brasil.

Barata não usa calças, mas sua nudez é despojada e natural, nada obscena. Barata é negra e cabeça-chata; é liberdade que incomoda a medíocre abelha e a fútil borboleta, pois estampa eterno sorriso de fé e esperança.



Barata... por que este nome? Porque a barata se arrasta sobre a barriga, às surdinas, pelos cantos e buracos, tudo vendo e ouvindo, marginal como a publicação que dela o nome pede emprestado. Sempre que por alguém que olha o chão é encontrada, é reprimida, esmagada...

Mas, apesar de no escuro rastejar, desprezada por todos, a barata tem asas e pode voar!...



Ser Barata é romper preconceitos. É fazer comparações e trocas entre autores de várias tendências. É ser romântico, político, concreto, erótico, gótico, intimista, punk, etc.

O Fanzine BARATA é uma publicação da cooperativa BARATA e é editado em Santos/SP desde MCMLXXIX!!!

Como bandeirante das artes, desafio essas fronteiras e sou atraído pelos ALTERNATIVOS, divergentes, heurísticos.

        




Ilustração feita por Renê Dalton
Ilustração feita por Renê Dalton
Ilustração feita por Renê Dalton
Ilustração feita por Renê Dalton